• Mauricio

Gestão e emissão de boletos bancários

Como gerar boletos de forma simples e ainda diminuir a inadimplência.

Amplamente utilizado no Brasil, o boleto bancário é um título de cobrança para pagamento de um produto ou serviço, gerando obrigações entre as partes e com possibilidade inclusive, ocorrendo a inadimplência, do documento ser utilizado para gerar um protesto no cartório.


Atualmente todos os boletos são registrados, isto significa que a instituição financeira tem conhecimento de que o título foi gerado e seus respectivos dados, impossibilitando assim, que sejam modificados no momento do pagamento.



Como gerar um boleto bancário


Pode aparentar uma tarefa complexa, mas na verdade é bem simples gerar um boleto bancário. O problema mesmo está no custo e em como fazer a gestão dos recebimentos. Se forem poucos já facilita, mas o custo de uma carteira de cobrança em uma instituição financeira pode ser alto. Se forem muitos boletos gerados, pode diluir o custo da carteira, mas fica complicado organizar os recebimentos. Por fim, tem ainda o valor da taxa cobrada para cada boleto liquidado que podem variar muito e até recair sobre os boletos não liquidados. Existem carteiras de cobrança que debitam de cada boleto por conta do registro gerar algum custo.


Avalie com calma e se possível compare as tarifas. Quando forem contratos com instituições financeiras, converse com o seu gerente e se certifique bem dos valores a serem descontados do serviço.

Existem ainda as Fintechs e plataformas de pagamento que podem suprir muito bem sua demanda por boletos bancários. O ideal mesmo é que vc faça isso de forma integrada, como no caso do Sistema Aivis, que possibilita junto com o Paghiper que seus boletos sejam gerados e gerenciados dentro da plataforma de gestão. Assim, você consegue gerar a venda, a nota fiscal, os boletos para as parcelas e conforme forem sendo liquidados, vão atualizando no Sistema Aivis em tempo real. Além de tudo isso, você ainda tem a gestão de recebimentos que te possibilita saber quem está devendo e de realizar a ação de cobrança muito rapidamente e só paga a tarifa de R$ 2,19 quando o boleto for liquidado, não tendo custo nos que ficaram sem pagamento.



Vantagens e desvantagens


O boleto bancário é um título para pagamento exclusivo do nosso país e tem algumas características bem vantajosas em relação a outros meios de pagamento como:


- Tarifa baixa e sem incidir valores em porcentagem sobre o total da venda, como nos cartões que chegam a cobrar 5% por transações.

- Compensação no dia seguinte. Essa questão está diretamente ligada ao custo benefício. Diferente da transferência como DOC ou TED que custam caro apesar de serem rápidas, o boleto é barato e não demora muito.

- Pode ser pago facilmente em qualquer instituição bancária, lotéricas e até pela internet.


Existem também desvantagens como:

- A inadimplência é alta pois não existe garantias do recebimento.

- Burocracia dos bancos que insistem em criar uma carteira de cobrança e cobrar valores adicionais altos.

- Gestão complexa dos recebimentos, gerando erros constantes. Os arquivos dos bancos são complexos, gerando trabalho dobrado para controlar a inadimplência, gerar segunda via, etc.



Porque o boleto é tão utilizado no Brasil?


Agora com a chegada do PIX, vai ocorrer uma mudança drástica mas gradual na utilização das formas de pagamento, mas o fato é que muitos brasileiros não estão familiarizados com a tecnologia ou não tem cartões de crédito ou contas bancárias. Por isso o boleto é popular. O sacado pode realizar o pagamento em muitos lugares e fica com a posse do "comprovante", tudo bem simples e sem a necessidade de aparelhos, senhas complicadas e tudo mais.



Boas práticas


A praticidade do boleto supera algumas outras formas de recebimento dos clientes mesmo se forem com prazos longos. Cheques pré-datados, carnês ou mesmo duplicatas, podem ser substituídas pelo boleto. É mais seguro e simples para controlar os recebimentos.


Evite enviar boletos sem necessidade, isso atrapalha sua gestão, muitas empresas, tão logo o boleto sinalizou como não pago, geram uma segunda via. Veja com o cliente antes, se pode gerar uma nova cobrança.


Uma dica importante, é para só enviar o produto quando o boleto compensar. Parece óbvio, mas pessoas maliciosas podem ter bom convencimento, inclusive alegando que já foi quitado o boleto. Confira bem o comprovante e se possível, aguarde a compensação.


Gere boletos facilmente com o Sistema Aivis e com ótimas tarifas. Temos uma solução completa para o seu negócio.


17 visualizações